Preto & Branco

FMF rescinde com Horácio Gonçalves

Horácio Gonçalves foi, no último sábado (16),  afastado do comando técnico da seleção nacional de futebol na sequência das derrotas diante dos Camarões,  que resultaram no afastamento da corrida ao Campeonato do Mundo do Qatar-2022.

Além da má campanha que Moçambique vai tendo na fase de qualificação para o Mundial,  concorreu para o afastamento do técnico português,  o mau ambiente que se vive no seio do grupo.

De notar, que na partida quarta jornada do grupo D com os Camarões, realizada a 11 de outubro,  jogadores com historial nos Mambas, casos de Mexer e Witi, estiveram ausentes por razões ainda não devidamente esclarecidas, uma situação que deixou o balneário em polvorosa. Ajuntar a estas ausências há ainda a do extremo esquerdo do Vitória de Setúbal, Kamo Kamo , que recusou fazer-se presente queixando-se de tratamento desigual. No seu percurso nos Mambas , o treinador português contabilizou 3 vitórias,  4 empates e cinco derrotas.

Termina assim a ligação de Horácio Gonçalves com a selecção nacional, que teve uma duração de seis meses. Foi a 16 de em abril que o técnico, que em 2019 tinha sido campeão pelo Costa do Sol, foi apresentado como sucessor do seu compatriota Luís Gonçalves.

Refira-se que com quatro jornadas disputadas no grupo D da fase de qualificação para o Mundial, Moçambique ocupa a última posição com apenas um ponto e já não tem qualquer hipótese de seguir para a terceira e última etapa de qualificação para o Mundial.

 

 

Adicionar comentário

Leave a Reply