Preto & Branco

Na “bolada” das dívidas ocultas: Ndambi Guebuza aldrabou comparsas

O marco semanal do arranque do julgamento do caso das dividas ocultas, inaugurado na segunda-feira (23 de Agosto) nas tendas instaladas na Cadeia de Máxima Segurança, vulgo B.O., localizada na Machava, província de Maputo é o novelo de como verdadeiramente se entrelaçou o processo de corrupção que lesou o Estado moçambicano em mais de 2 biliões de dólares e a finalidade dada ao dinheiro roubado. No cômputo geral, a maioria das operações tiveram lugar fora do país e para camuflar a proveniência ilícita do dinheiro partilhado vários artifícios foram usados, mas o denominador comum é que todos, não contornaram a compra de imóveis e viaturas de luxo. Mas, um detalhe nos permite partilhar, a posição estratégica do filho do então Presidente da Republica, Ndambi Guebuza, que, inclusive, teria recebido 50 milhões de dólares para partilhar com seus quatro comparsas, porem, os aldrabou, visto que não receberam o combinado.

Acompanhe na integra o artigo na edição de quinta-feira do semanário electrónico Preto&Branco.

 

 

Adicionar comentário

Leave a Reply