Preto & Branco

Forças ruandesas nos interesses da França

A força armada ruandesa composta por mil militares e policias, incluindo unidades especiais, destacada para apoio ao Governo moçambicano no combate aos grupos terroristas que assolam os distritos de Cabo Delgado desde 2017, estão mais alocadas à zona do Afungi, área onde estão em desenvolvimento as bilionárias explorações petrolíferas lideradas pela multinacional francesa Total, cuja factura operacional, avança-se, será paga pela França. Aliás, a França e o Ruanda estão em período de resgate e fortalecimento de suas relações bilaterais, sendo este último país, com fronteiras na SADC, um bom pivot para a salvaguarda dos interesses franceses em Cabo Delgado, evitando uma militarização directa da França que já era antevista como ingerência estrangeira.

 

 

Acompanhe mais desenvolvimento do assunto na edição semanal Preto & Branco (em PDF) da próxima quinta-feira, 22 de Julho

Adicionar comentário

Leave a Reply