Preto & Branco

Governo aposta na “revolução” dos tractores

O Governo procura dinamizar a política agrária do pais através da mecanização agrícola, prevendo importar 2 mil tractores por ano, no lugar dos 200/ano que importava ao longo dos anos passados, intenção que está ancorada no programa SUSTENTA, que entra na sua segunda fase, depois de dois de fase piloto, no qual garantiu credito para mais de 40 mil produtores, com uma fasquia de reembolso acima de 90%, uma obra!

O Ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Celso Correia, considera que a mecanização agrícola vai catapultar a produção e a produtividade, ancorada na agricultura familiar de cadeia de valores.

Se debruçando sobre o assunto na Assembleia da Republica, semana finda, em gesto de avaliação do SUSTENTA,na sua fase piloto vangloriou-se pelo facto de osos cerca de 40 mil agricultores que receberam credito terem reembolsado acima de 90% contrariando o cepticismo de muitos.

Neste contexto, avançou que na segunda fase que arranca este ano o crédito vai abranger 200 mil agricultores em vários pontos do país.

Perante o receio que a importação em massa de tractores não transforme o país num cemitério de tratores, considerando as situações que importação de autocarros sem garantia de assistência e nem de acessórios, celso Correia, defendeu que a o nível de procura é dos próprios produtores, cabendo somente ao Governo facilitar a importação, garantindo, por outro lado, que a gestão do processo é da responsabilidade de entidade privada.

Adicionar comentário

Leave a Reply