Preto & Branco

Peugeot de série mais potente de sempre já tem preço

A Peugeot lança-se no segmento dos desportivos de alta capacidade com a chegada do primeiro modelo resultante da divisão Sport Engineered, que terá a seu cargo o desenvolvimento de modelos de maiores aptidões dinâmicas. Os 508 PSE em formato berlina e carrinha recorrem a um sistema híbrido e chegarão ao mercado internacional em maio, com preços a partir dos 68.855€ e 70.355€, respetivamente.

Movido pela paixão e pelo conhecimento obtido ao longo de diversos anos de competição, a Peugeot Sport Engineered traduz na nova geração do 508 a sua expressão de maiores prestações numa era em que a eletrificação começa a ser dominante. Assim, os 508 PSE recorrem a um sistema híbrido plug-in de 360 CV, tornando-o no automóvel de série mais potente de sempre da Marca.

Visualmente, estes novos 508 exibem diferenças significativas, por exemplo com uma grelha específica, logótipo do leão cromado em tons escuros (‘Dark Chrome’), monograma ‘508’ preto acetinado e três garras ‘PSE’, proteções da carroçaria específicas, lâminas aerodinâmicas e entradas de ar específicas, jantes de 20”, pinças de travão Peugeot Sport, saídas de escape e flaps traseiros específicos.

A bordo, estes modelos recorrem a soleiras das portas específicas em alumínio anodizado com gravação ‘PSE’, apontamentos em madeira Zebrano, bancos em couro Mistral Nappa/Alcantara, volante em couro com três ‘garras’ e instrumentação e sistema de infoentretenimento (de 10 polegadas) com cores e informações específicas. Note-se ainda que foram mantidos os mesmos volumes de habitáculo e de bagageira (acima do piso) das correspondentes versões térmicas, graças a uma colocação inteligente dos dois motores elétricos e da bateria.

O jornal DN descreve que, em termos mecânicos, a potência máxima é de 360 CV, com 520 Nm de binário, valores alcançados pela combinação das energias térmicas e elétricas da marca francesa. Assim, ao motor a gasolina PureTech de 200 CV juntam-se dois motores elétricos, um na dianteira com 81 kW (110 CV), acoplado à caixa de velocidades automática de oito velocidades (EAT8), e outro na traseira, com 83 kW (113 CV). A alimentar os dois motores elétricos está uma bateria de 11.8 kW e um carregador embarcado de 3.7 kW.

Se a potência é inédita, também os valores de performances são novos para um modelo de produção em série na Peugeot. A aceleração dos zero aos 100 km/h cumpre-se em 5,2 segundos, com velocidade máxima de 250 km/h (limitada). Os primeiros 1000 metros com arranque parado são feitos em 24,5 segundos.

Além da motorização híbrida potente, o chassis também foi trabalhado para alcançar um compromisso entre conforto e comportamento de elevada qualidade. Recorre assim a sistema de amortecimento variável em três modos (Comfort/Hybrid/Sport), menor altura ao solo, vias ampliadas em 24 mm na frente e 12 mm na traseira, discos de travões dianteiros com 380 mm de diâmetro e pinças fixas de quatro pistões e jantes de 20 polegadas de diâmetro, com pneus Michelin Pilot Sport 4S.

Apesar da potência e dos valores de prestações atrás descritos, os novos Peugeot 508 PSE surgem com dados de emissões e consumos bastante contidos. A marca aponta emissões de 46 g/km de CO2 e consumo médio de 2,0 l/100 km. A tração faz-se às quatro rodas, dispondo ainda de modos de condução distintos para aproveitamento das suas caraterísticas técnicas.

O modo ‘Electric’ é, como o próprio nome indica, apto para percursos sem gasto de combustível, com uma autonomia de 46 quilómetros (WLTP), atuando até aos 140 km/h, tendo no lado diametralmente oposto o modo ‘Sport’, que otimiza os 360 CV para respostas mais rápidas. Este modo atua sobre a direção, o amortecimento, o mapeamento do pedal do acelerador e a sonoridade digital do motor. O motor térmico garante a carga de bateria para que a potência máxima esteja sempre disponível. Pelo meio, há ainda os modos ‘Comfort’, ‘Hybrid’ (que seleciona automaticamente o tipo de motorização a utilizar consoante o topo de condução) e ‘4WD’ (para máxima motricidade).

Quanto ao carregamento, atendendo à opção por um carregador de bordo de 3.7 kW, os 508 PSE levam 7h a carregar numa tomada doméstica comum (230V), 4h numa tomada reforçada de 16ª e menos de 2h numa ‘wallbox’ de 32ª.

A Peugeot dá ainda grande atenção às vertentes da segurança e tecnologia integrada, com os novos 508 PSE a apresentarem sistemas como o de visão noturna, cruise control adaptativo com função Stop & Go, ajuda à manutenção na via de circulação e travagem automática de urgência, entre outros. O sistema de áudio Hi-fi Focal é equipamento de série.

Os 508 desportivos estarão disponíveis em Portugal com três cores de carroçaria – cinzento Sellenium (exclusivo e de série), preto Perla Nera e branco Nacarado.

 

 

Adicionar comentário

Leave a Reply