Preto & Branco

Deportados mais de 570 cidadãos Moçambicanos

O serviço Nacional de migração (SENAMI) registou um total de  571 cidadãos moçambicanos deportados, contra 100 de igual período do ano anterior, o que representa aumento em mais de 100%. E, em relação à semana anterior, a redução foi de 28%, pois neste período foram deportados 789 cidadãos nacionais. Está informação foi tornada publica no dia 11 de fevereiro do ano em curso pelo porta-voz Celestino Matsinhe.

Matsinhe avançou ainda que deste total, 550 foram deportados através do Posto de Travessia de Ressano Garcia e 21 pelo Posto de Travessia de Ponta D`Ouro, ambos na Província de Maputo, a imigração clandestina continua a ser a infracção que mais se destaca na deportação de cidadãos moçambicanos, seguido por permanência ilegal.

A fonte frisou que na semana finda (30 de Janeiro a 05 de Fevereiro de 2021), o Serviço Nacional de Migração (SENAMI) registou redução em 30% na estatística de cidadãos estrangeiros em situação migratória irregular, quando comparado a igual período do ano anterior, ou seja, em resultado da realização de acções de fiscalização no Território Nacional, foram interpelados 40 cidadãos estrangeiros de diversas nacionalidades em situação migratória irregular, contra 57 do período similar do ano 2020.

“Comparativamente à semana (23 a 29 de Janeiro de 2021), verificou-se aumento em mais de 100%, dado que no período em alusão, foram interpelados 15 cidadãos estrangeiros em situação migratória irregular, os cidadãos estrangeiros interpelados em situação migratória irregular, na sua maioria são de nacionalidades malawiana (25), congolesa (03) e zimbabweana (02)”. Apontou

De realçar que deste total de cidadãos estrangeiros interpelados, 25 foram repatriados e 15 receberam aviso de pagamento de multa.

 

Adicionar comentário

Leave a Reply