Preto & Branco

Morte do general Mussa cria revés nas FDS

O novel chefe do Estado-Maior General, o general Eugénio Mussa, perdeu a vida vítima de doença, numa altura em que dava-se novo alento às Forças de Defesa e Segurança (FDS), mais concentradas no teatro operacional Norte fazendo face aos ataques terroristas, onde fora líder.

O Ministério da Defesa de Moçambique anunciou segunda-feira, passada, em comunicado, a morte do chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas de Defesa de Moçambique, Eugénio Mussa, menos de um mês após ocupar o cargo.

Na nota, o Ministério da Defesa Nacional não indica as causas da morte de Eugénio Mussa, de 63 anos, mas apuramos que ficou hospitalizado com sintomas da Covid-19.

O militar foi nomeado chefe do Estado-Maior General em 14 de Janeiro deste ano pelo Presidente da República, Filipe Nyusi, tendo sido promovido a general pouco antes da indicação para o cargo. Em vida, o General Eugénio Mussa muitas funções nas forças armadas de Moçambique, com destaque para nomeação de comandante da zona norte do país em Março de 2019, para liderar o combate ao terrorismo no teatro operacional norte, sobretudo, na província de Cabo Delgado.

Analistas disseram à altura da nomeação que Eugénio Mussa era visto pelo chefe de Estado como protagonista-chave na contenção do avanço dos grupos armados que realizam ataques na província de Cabo Delgado, norte do país, por conta do seu papel como comandante do “Teatro Operacional Norte”, antes de passar a chefe do Estado-Maior General.

A violência armada em Cabo Delgado está a provocar uma crise humanitária com mais de duas mil mortes e mais de meio milhão de pessoas deslocadas, sem habitação, nem alimentos, concentrando-se sobretudo na capital provincial, Pemba, mas também em outras províncias vizinhas.

É de ressalvar que as incursões de insurgentes passaram a ser reivindicadas pelo grupo ‘jihadista’ Estado Islâmico desde 2019, dai que a comunidade internacional e as autoridades nacionais as intitulam de ataques terroristas.

Adicionar comentário

Leave a Reply