Preto & Branco

Comunidades apoiadas pela MRM aumentam produção agrícola em mais de 80% entre 2019-2020

Num universo de sete comunidades abrangidas pelo Projecto Comunitário de Agricultura de Conservação, apoiado pela Montepuez Ruby Mining (MRM), produziram 83,7% mais na época 2019/2020 do que na época anterior. As culturas apoiadas por este projecto incluem milho, amendoim, feijão-nhemba, gergelim e várias sementes de vegetais.

São actividades do projecto que estão a ser levadas a cabo em sete associações, cada uma dentro de comunidades separadas do Posto Administrativo de Namanhumbir. Um total combinado de 420 famílias beneficiam deste projecto, nas comunidades de Namanhumbir, Nseue, Nanune, Mpene, Nthoro, Nanhupo A e B.

Contudo, na campanha 2019/2020, os beneficiários receberam um total de 12,160 kg de diferentes culturas, nomeadamente, 5,280 kg de milho; 1,600 kg de gergelim; 2,640 kg de feijão-nhemba e 2,640 kg de amendoim. A produção destas culturas beneficiou da monitoria e fornecimento de insumos agrícolas, com ênfase em sementes de qualidade, adubos, pesticidas, regadores, pulverizadores, bombas a diesel para irrigação, assim como equipamento para protecção pessoal.

Na senda da campanha 2019/2020, as associações produziram um total de 1,260,556 kg de diversos produtos, incluindo milho, feijão-nhemba, amendoim e gergelim.

Como complemento do ciclo de produção, o Projecto Comunitário de Agricultura de Conservação forneceu um pacote de produtos hortícolas às sete associações, composto por sementes de cebola, tomate, couve, alface, pimento, cenoura, beringela e couve.

Na campanha 2019/2020, a produção de hortícolas registou progressos significativos, como resultado do uso intensivo da irrigação, assim como da produção nas baixas, nas margens dos rios e zonas próximas a nascentes, complementado pela assistência de técnicos da OLIPA-ODES, órgão que está a fazer parceria com a MRM neste projecto.

 

Embora a campanha de produção de legumes esteja apenas a meio da implementação, até ao final de Agosto de 2020, as associações já haviam angariado um total de 126.767,00 Mt da venda de vários produtos, como alface, couve, pimento e tomate.

 

O sucesso deste projecto para as comunidades locais pode ser medido de várias formas, caso do aumento da produção e consequente rendimento familiar, maior diversificação de culturas, assim como maior segurança alimentar e consciência nutricional.

 

O projecto cobre uma área de aproximadamente 761,76 hectares e inclui centros de apoio que proporcionam a disseminação de técnicas agrícolas, partilha de conhecimentos e distribuição de insecticidas, fertilização, bem como controlo de pragas nas sete comunidades inseridas neste projecto.

Adicionar comentário

Leave a Reply