Preto & Branco

Pio Matos Jr. ainda não se apresentou e Kendal Manuel já em Maputo

A selecção nacional de basquetebol sénior masculina entrou para a segunda semana de trabalhos de preparação para a primeira janela de apuramento para o Afrobasket 2021 a decorrer de 25 a 27 de Novembro, em Kigali, no Ruanda. Nesta altura a preocupação continuar a ser a ausência de Pio Matos Júnior, que mais de duas semanas após a divulgação da convocatória ainda não se apresentou aos treinos orientados por Milagre Macome e César Mujui.

No início da semana, esperava-se que Pio Matos e Kendal Manuel, que já se encontra no país vindo dos Estados Unidos da América, se juntassem ao grupo de trabalho, o que acabou por não acontecer por razoes distintas. Enquanto “Lingras” ainda não se encontra na capital do país, Kendal já está em Maputo e ainda não se fez aos treinos apenas devido a um pequeno problema de saúde, segundo deu a conhecer Amade Mogne, Vice-Presidente da Federação Moçambicana de Basquetebol, responsável pelas selecções nacionais.

“A questão do Pio Matos dizer que ele contactou a Federação, através da minha pessoa, a informar que estava a trabalhar num Distrito da Província da Zambézia, e que durante o fim-de-semana iria recolher à Quelimane afim de preparar viagem para Maputo. Hoje estamos a iniciar a segunda semana de treino e ele ainda não se fez presente, vamos ver o que acontece e ser flexíveis, veremos se ele chega nas primeiras horas desta terça-feira”, disse Mogne falando da ausência do base da seleccão e do Ferroviário de Maputo.

Quanto a Kendal Manuel, Amade Mogne afirmou que “já está em Maputo deveria iniciar esta segunda feira os trabalhos com a seleccão, mas teve um desarranjo intestinal e não pode estar cá presente”.

O Vice-Presidente da FMB não escondeu o desconforto que está a causar a ausência de Pio Matos Júnior que também não se apresentou nos treinos do Ferroviário de Maputo que já trabalha há mais de dois meses.

“Isto cria um certo desconforto por ser a figura que é, ele já deveria estar cá a treinar com o próprio clube que iniciou a preparação em Setembro e não se fez presente até ao momento e nós vamos ver as medidas a tomar na devida altura”, comentou Amade Mogne.

Relativamente a Jeremias Manjate, que atua no Sporting de Portugal, e Nelson “Snoop”Jossias, da Oliveirense de Portugal, a federação diz que está tudo acautelado para que a partir de 16 de Novembro estejam disponíveis para se juntar ao grupo de trabalho, faltando apenas por saber se será em Maputo ou se viajarão directamente para Kigali.

“Eles vão se juntar à seleccão na próxima semana, estamos a aprimorar alguns aspectos entre vir à Maputo ou se irão directo à Kigali uma vez que há problemas de ligações aéreas para sair de Maputo, estamos a acertar esse pormenor, pois a virem a capital do país talvez terão que cumprir um período de quarentena e se forem directo a Kigali talvez não seja necessário ficarem de quarentena”, informou Amade Mogne.

 

A FMB está empenhada para que o combinado nacional cumpra o protocolo sanitário definido pela FIBA, pelo que o combinado poderá ser submetido a mais dois testes de despiste da Covid-19 antes da partida para o Ruanda.

 

“Teremos mais dois testes, esta semana em princípio na sexta-feira faremos mais um e depois 72 horas antes da viagem, porque estamos ainda com uma data que ainda não é certa e vai depender da data de partida para Kigali”, disse Amade Mogne. (LANCEMZ)

Adicionar comentário

Leave a Reply