Preto & Branco

EM Portugal: Sporting pagará 600 mil euros por Geny ao Amora

No passado mês de Setembro, o Sporting Clube de Portugal decidiu oferecer um contrato profissional a Geny Catamo, o jovem extremo moçambicano de apenas 19 anos de idade. Na altura, avançava-se que a ligação estava protegida por uma cláusula de 45 milhões de euros.

Todavia são conhecidos mais detalhes tanto do contrato rubricado entre o Sporting e Geny Catamo, bem como do acordo rubricado entre os dois emblemas envolvidos na transferência do jovem atleta: os leões e o Amora FC.

De acordo com um documento oficial a que OC-Olho Clínico teve acesso, depositado pelos leões à CMVM – Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, o vínculo contratual que liga o atleta moçambicano àquele emblema é valido por cinco épocas. Ou seja, até 30 de Junho de 2025.

Mais. Contrariamente ao que saiu à luz em Setembro, a cláusula de rescisão está fixada em 60 milhões de euros e não em 45 milhões. É, por sinal, um dos atletas “mais bem” blindados do plantel leonino, igualado a pesos como Luciano Vietto, Sporar, Gonzalo Plata e superando, nas mesmas circunstâncias, o guarda-redes António Adán e os centrais Coates e Feddal.

Rúben Amorim decisivo na contratação de Geny

Geny Catamo chegou ao Sporting em Julho de 2019 por empréstimo do Amora FC SAD. Nessa qualidade de emprestado, evoluiu nos sub-19 e nos sub-23.

No entanto, só no passado mês de Agosto integrou o estágio da equipa A, sob o comando de Rúben Amorim, uma proeza maravilhosa que terá acelerado a assinatura do contrato profissional em Setembro.

Nesse dia, Geny deixava de ser atleta emprestado pelo Amora FC SAD para se tornar, a todos os efeitos, atleta sénior do Sporting Clube de Portugal. Integrado na equipa B, porém inscrito como atleta da equipa A para os jogos da Primeira Liga Portuguesa de Futebol e para a Liga Europa. Com a camisola 57.

Os termos do negócio 

Aquando da assinatura do contrato, pouco sabia-se sobre o contrato, para além da cláusula de rescisão, de 45 milhões, 15 milhões mais barata do que o valor real.

No entanto, através do documento a que referenciamos, o Sporting declara à CMVM que só detém 25% do passe do atleta, todavia adquiridos gratuitamente.

O Amora FC SAD continua com 75% do passe do atleta moçambicano, percentagem pela qual o Sporting deverá pagar, nos próximos cinco anos, 600 mil euros parcelados em várias tranches. OC

 

Adicionar comentário

Leave a Reply