Preto & Branco

OJM repudia ataques na zona Centro e Norte do Pais

Em consequência do dia 04 de outubro, data está que é celebrado a nível nacional o dia dos Acordos de Paz que foram assinados em 1992 em Roma, a OJM a nível do Distrito de ka-Tembe organizou neste sábado (03) uma palestra sobre o dia dos Acordos de Paz, a mesma palestra que tinha como tema de painel “O papel da juventude no combate a covid-19 e falar do papel da juventude no concerne ao desenvolvimento do país e defesa da soberania”.

António Mahumane Secretário da OJM ao nível da cidade de Maputo disse na sua intervenção que os ataques que estão a decorrer em Cabo delgado são praticados pelos jovens nacionais assim como estrangeiros.

“No centro do país os que criam esses ataques são jovens que saíram dos seus países alguns e outros são nossos, ludibriados pelos jovens de fora sobre seus interesses indivíduos matam os seus irmãos entretanto é de estrema importância que jovens como nós continuamos a lutar pela paz em todo o país e lutar em busca do desenvolvimento da nossa terra, porque são jovens que deixaram os seus países vieram para o nosso para criar esses ataques são jovens com muita força que também podem defender este país e mais ninguém”. Explicou a fonte

O secretário foi mais além ao explicar que, um dos pilares para o desenvolvimento de um país é ter saúde em dia.

“Saúde está em primeiro lugar para desenvolver um país e em seguida temos a educação facto este que nós estamos a preservar com muita cautela as nossas vidas e a vida dos nossos irmãos é lógico que teremos que aumentar os esforços para a covid-19 não seja o nosso parceiro”. Terminou Mahumane

Por seu turno Aristides Cossa secretário da OJM a nível de Katembe aponta que os jovens do seu Distrito repudiam as ações feitas pelos jovens em Cabo delgado.

“Repudiamos o que tem acontecido na zona Centro e Norte do país pelo facto de ser uma ameaça na estabilidade da paz que tanto precisamos e nós em Katembe temos desencadeado várias ações de modo a difundir essa mensagem de paz e soberania tudo isso para ter um país cheio de paz e harmonia”. disse Cossa.

De realçar que, os ataques em Cabo Delgado ainda é uma incógnita e sem respostas para soberania do país.

 

 

 

Adicionar comentário

Leave a Reply