Preto & Branco

Três renovações de Moçambicanos em Portugal

O jogador moçambicano Ricardo Mondlane, que no início de Outubro vai integrar pela primeira vez o estágio de preparação dos Mambas, renovou o seu contrato por mais duas temporada com a Associação Desportiva Sanjoanense, clube que milita no campeonato de Portugal em Seniores, onde vai cumprir a segunda época ao serviço dos alvinegros.

Na época passada, o jovem médio moçambicano disputou 22 jogos e marcou um golo. Nesta na pré-época 2020/2021 Mondlane fez 2 jogos, onde ajudou a sua equipa a vencer diante do SC Rio Tinto por 0-3, e empatou um frente ao UD Oliveirense a uma bola, onde o mesmo promete continua a ajudar a sua equipa.

“Eu estou tranquilo, porque continuo em um clube que precisa de mim e aposta em mim, mais não esperava continuar esta época na Sanjoanense, porque houveram muitas proposta de dentro e fora de Portugal mais existem coisas que não competem ao jogador mais sim ao grupo de empresários que querem o bem para mim, o que me resta é dar o máximo pelo clube para ver se aparece uma coisa melhor” afirmou Ricardo Mondlane, jogador moçambicano de 20 anos, formado nas escolas do Vulcano.

Ainda em Portugal, Moçambicanos Adilson Faite e Celso Máquina renovam pelo Alcananense 

Os jogadores moçambicano, Adilson Faite e Celso Máquina, renovaram seus contratos, por mais uma época, com a formação portuguesa Atlético Clube Alcananense.

A informação foi recentemente avançada pelo clube e confirmada pelos dois atletas que não esconderam a sua emoção e satisfação pelo feito.

Para o jovem trinco moçambicano, de apenas 19 anos de idade, Adilson Faite, a renovação do seu contrato representa um voto de confiança ao atleta por parte daquela formação lusa.

“Me sinto muito satisfeito por ter renovado contrato com o Atlético Clube Alcanenense. É um voto de confiança que a equipa tem por mim e espero dar o meu máximo contribuir bastante para que a equipa possa atingir aquilo que são os objectivos que é ser campeão” disse Adilson.

Quem também partilha do mesmo sentimento é o jovem extremo (actualmente actuando a lateral), forjado nos Bons Sinais de Quelimane, que sublinha como objectivo do grupo a subida de divisão, da segunda para a primeira, no escalão de Juniores, mas sem deixar de lado o seu desiderato de ascender à alta competição.

“Sinto-me feliz em fazer parte do Atlético Clube Alcanenense e lutar para a subida de divisão, com uma equipa jovem e com grandes treinadores chegaremos longe. Irei trabalhar para poder jogar em alta competição”, vincou Máquina.

Recorde-se que Celso Máquina e Adilson chegaram ao futebol português em 2019, pela mão da Associação Black Bulls.

 

 

 

 

 

 

 

Adicionar comentário

Leave a Reply