Preto & Branco

Chanaya Pinto entre as doze promessas do basquetebol africano eleitas pela FIBA

A basquetebolista moçambicana Shanaya Pinto está entre as doze jovens promessas africanas, eleitas pela Federação Internacional de Basquetebol (FIBA) que no seu site oficial apresenta aquelas que poderão ser as estrelas a acompanhar nos próximos AfroBasket.

No texto em referência, o organizamos máximo da bola-ao-cesto continental diz que  “descrever a nova geração e as futuras estrelas do AfroBasket feminino da Fiba como tão talentosas é um eufemismo”.

“Elas são talentosas, a julgar pelas suas recentes exibições nas competições da Fiba África – são diferentes e representam uma bênção para suas respectivas seleções”, escreve a FIBA, para depois questionar aos leitores: “lembram-se de nomes como Ezinne Kalu, Astou Traore, Soraya Mohamed, Italee Lucas? Elas são todas óptimas, é uma alegria assisti-las, mas vamos deixá-los de lado e nos concentrar em jogadoras das quais você provavelmente não ouviu falar muito recentemente”.

A sua faixa etária varia de 17 a 23 anos, elas representaram seus países internacionalmente pelo menos uma vez e, na maioria dos casos, olheiros internacionais, faculdades americanas e clubes europeus não perderam tempo para lhes dar uma chance única.

Com o próximo dAfroBasket Feminino da FIBA marcada para 2021, estas são algumas das futuras estrelas do AfroBasket Feminino: Lena Niang (23), Senegal; Chanaya Pinto (20), Mocambique; Djeneba N’diaye (23), Mali; Mariam Coulibaly (22), Mali; Marian Gnanou (23), Cote d’Ivoire; Joseana Vaz (20), Cabo Verde; Sara Caetano (17), Angola; Alexia Dizeko (19), Angola; Batouly Camara (23), Guinea; Raneem Elgedawy (23), Egipto; Meral Abdelgawad (21), Egipto e Bella Murekatete (20), Rwanda.

 

Djeneba N’diaye (23), Mali

O que a FIBA diz sobre Chanaya Pinto?

A FIBA descreve o potencial de cada uma das 12 futuras estrelas do basquetebol africano  e o LanceMZ destaca aqui o que o site escreve sobre a jovem Pérola do Índico. Leia a seguir:

“Talvez a maior ausência de Moçambique no Campeonato Africano do ano passado em Dakar, a jovem de 19 anos, que estrelou o Campeonato Africano Sub-16 Feminino da FIBA 2015, onde levou o seu país ao quarto lugar, é sem dúvida uma estrela em ascensão.

Chanaya Pinto celebrando mais dois pontos

Depois de uma temporada no Campeonato Nacional de Portugal, Pinto cruzou o Atlântico para ingressar no Northwest Florida State College. E em sua primeira temporada, a atacante de 1,86 m teve em média quase 15 pontos, 8.3 ressaltos e 2.5 assistências por jogo”.

Refira-se que Chanaya Pinto representou Mocambique no Campeonato do Mundo de Sub-19 que decorreu em Julho do ano passado na Tailândia, conseguindo as médias de 14.3  pontos, 9.3 ressaltos e 2.3 assistências.

Este ano foi a grande ausente da fase de apuramento aos Jogos Olímpicos Tokyo 2020 que decorreu na Sérvia. (LANCEMZ)

Adicionar comentário

Leave a Reply