Preto & Branco

Acidentes de viação causam vinte e três óbitos no país

Em uma semana apenas as estradas de rodovias em Moçambique deram alguns momentos de silêncio devido a falta de atenção sobre a segurança rodoviária quando os automobilistas o fizerem ao volante a fim de chegar aos seus destinos. E como consequência desse sinistro, resultou em 23 obtidos contra 20; 25 feridos graves contra 13; e 44 feridos ligeiros contra 21, para além de danos materiais avultados resultantes dos sinistros.

O que originou esses sinistros a PRM aponta a velocidade excessiva e má travessia do peão.

Os homens de Lei & Ordem em Moçambique, num espaço de sete dias concretamente na semana de 25 a 31 de Julho de ano em alusão, a corporação consideram a situação operativa no país, relativamente calma e controlada.

Não obstante, no circuito da criminalidade no período em análise, foram registados 110 delitos contra 105 de igual período do ano transacto, havendo um aumento em 05 casos. Entretanto, o desempenho policial situou-se em 80 %, mercê do esclarecimento de 97 casos dos 110 crimes registados, contra 87% da operatividade policial obtida em igual período comparativo de 2019.

No que concerne a tipologia criminal, durante o período em análise, os crimes contra pessoas e património dominaram o panorama criminal do país com 26 e 47 casos.

Norteando para os gráficos dos acidentes de viação nas rodovias nacionais e suas consequências, no mesmo período em alusão, a força da PRM registou um total de 23 acidentes de viação relevante, contra 21 do igual comparativo de 2019. Dos 23 casos registados, o destaque vai para 12 atropelamentos e 06 despistes e capotamento.

Resultados operativos de destaque

Foram detidos em todo território nacional, 705 indivíduos, sendo 509 por violação de fronteiras e 106 por prática de delitos comuns.

Na senda da operação policial, a corporação fiscalizou 50.709 viaturas, das quais 145 apreendidas por diversas irregularidades, apreensão de 194 cartas e 167 livretes, 6.655 multas aplicadas, apreensão de 04 armas de fogo, sendo 03 pistolas e 01 semi-automatica SKS, detidos 08 indivíduos por condução ilegal e 45 condutores por corrupção activa. E, ainda, no período em análise, a Policia recuperou 52 viaturas, 102 motorizadas, 31 telemóveis, 05 televisores, 04 computadores, 01 cabeça de gado bovino, 1,51 kg de Cannabis sativa e 145 pichos 20g de Heroína.

E neste trabalho levado a cabo pela Policia da República de Moçambique (PRM), na província de Maputo, no dia 26 de Julho do corrente ano, no bairro de Malhangalene, a PRM deteve o nacional T. Junero, de 25 anos de idade indiciado na prática do crime de armas proibidas e apreendeu na sua posse, 01 arma de fogo de tipo pistola marca Checo, calibre 9mm, nº 104144, contendo munições no carregador.

Na província nortenha de Cabo Delgado, no dia 25 de Julho do ano corrente, na aldeia de Muaja e Nahavara, distrito de Ancuabe, a PRM em coordenação com fiscais do Parque Nacional das Quirimbas, deteve o nacional M. Bacar, de 30 anos de idade, indiciado na prática do crime de caça proibida e apreendeu na sua posse, 01 arma de fogo de tipo Semi-automática SKS, nº24160761, com 71 munições, 56 armadilhas de aço, 01 motorizada e 02 serrotes.

Fim dessa operação, a PRM reitera o seu engajamento incondicional na garantia da Ordem Pública em todo território nacional, apelando, deste modo, à participação activa das forças vivas da sociedade na prevenção e combate à criminalidade, acidentes de viação e suas consequências, e outros actos que possam perigar a Ordem e Segurança Pública.

Adicionar comentário

Leave a Reply