Preto & Branco

“É preciso tirar a máscara e correr atrás” afirma Justino Ubakka

Foi numa manhã de sábado com o sol a brilhar como de costume que a equipe do preto e branco faz através de uma ligação para saber da rotina dos nossos artistas e desta vez sem sombra de dúvida, o JP&B manteve uma conversa com Justino Ubakka conceituado músico moçambicano que ao longo da conversa o músico falava em forma de parábolas como por exemplo” é preciso tirar a máscara e correr atrás”.

Por via desta, o músico começou por apontar que a Covid – 19 que está a trazendo impactos positivos assim como negativos a sua carreira musical.

“Os impactos negativos a grande parte das pessoas já sabem ou seja, já estou parado há mais de três meses não existe Shows e casamentos face a pandemia e o bolso de alguma forma tem andado furado, no que concerne aos impactos positivos, nesta altura de pandemia pôde perceber que nós os músicos temos uma certa independência que devia ser usada, nestes três meses tenho tido mais tempo de conversar e teclar com os meus seguidores através das plataformas digitais, mais tenho trabalhado em vídeos, serenatas, o mais incrível é que nesse confinamento descobri algo que estava escondido dentro de mim um novo talento”. Disse Ubakka

O músico foi mais além ao afirmar que não parou de trabalhar e tem várias estratégias para não ser esquecido neste período de pandemia.

“Neste período de pandemia uma vez que ninguém sai tenho feito LIVE’s com o objectivo de entreter os meus fãs e seguidores, mais também tenho trazido vários conteúdos aos meus seguidores tudo isso para sentir de perto o carinho que eles têm por mim”.

Questionado sobre apoio aos artistas nesta época da pandemia que afecta a todo mundo, Ubakka acredita que é de direito sim de o governo prestar certo apoio aos nossos artistas e isso é descrito com um sorriso no rosto do Justino.

” É óbvio que o governo deve ajudar os músicos neste tempo de pandemias uma vez que não temos Shows, até então têm ouvido falar de projectos mais os mesmos não abrange a todos os músicos, eu tenho feito meus projectos além de esperar pelo governo porque se depender dele ficamos parados, é preciso tirar a máscara e correr atrás senão vamos cair na real o mundo assim como o nosso país está mal mais o nosso país não acredita nisso”. Apontou a fonte

Adicionar comentário

Leave a Reply