Preto & Branco

“Sem turistas não há dinheiro na ponta de ouro” afirmam os vendedores

Com a Covid -19 o sector de turismo foi mais afectado uma vez que quase todo o mundo está confinado. Este é o cenário que os vendedores de um dos lugares mais frequentados pelos turistas sentem nos últimos três meses em que o presidente da república decretou estado de emergência.

Egídio Augusto um dos nossos entrevistados apontou que já tem mais 20 anos naquele mercado a vender obras de arte e pinturas e nunca tinha visto um cenário como o que vive desde que a covid -19 bateu a porta no país.

“Sem turistas não há dinheiro na ponta de ouro eu vendo a mais de 20 anos e nunca tinha ficado “txonado” como estou desde que a pandemia entrou em cena no país e no meu negócio, as minhas obras de arte e pinturas quem tem comprado são os estrangeiros e com esta doença é normal ficar uma semana sem nenhuma quinhentas uma vez que está todo mundo em casa”.

Por outro lado, encontramos o Adolfo Zandamela que já vende na ponta de ouro há mais de três anos e aponta que a ponta de ouro é um dos melhores lugares onde o negócio sai mais com esta pandemia é o pior.

“Ponta de ouro é o melhor lugar para vender mais face a esta pandemia é o pior lugar porque os turistas não têm frequentado o lugar, os meus produtos só estrangeiros têm comprado e com esta pandemia tudo está parado já fazem três meses que estamos em estado de emergência e acredite neste período não consigo nem ter quinhentos (500.00mt) para ver que tudo está mesmo mal. Apontou Adolfo

 

 

 

Adicionar comentário

Leave a Reply