Preto & Branco

Chiquinho Conde deixa Vitória de Setúbal

O Vitória de Setúbal anunciou, que o treinador moçambicano Chiquinho Conde deixou o comando técnico da equipa de sub-23.

O antigo internacional moçambicano ocupava esse cargo há dois anos, altura em que abraçou o projecto dos sadinos, saído da União Desportiva de Songo, num reencontro com a equipa, depois de lá ter passado, cinco épocas, enquanto jogador de futebol, feito em dois períodos.

O Vitória de Setúbal fala mesmo em fim de ciclo, e promete anunciar para breve a nova equipa técnica que vai comandar os sub-23 a partir da próxima temporada.

O clube sadino deixou palavras de agradecimento ao treinador moçambicano, bem como aos restantes elementos da equipa técnica, nomeadamente Sérgio Mourato, Carlos ribeiro, Tiago Matos, Bernardo Tengarrinha e Miguel Pereira, pelo empenho e dedicação que tiveram ao longo deste tempo ao serviço da sua equipa de formação, e deseja ainda votos de muitos sucessos pessoais e profissionais.

O técnico moçambicano deixou o Vitória de Setúbal depois de ter comandando por 78 jogos, dos quais 41 na primeira temporada em que chegou, nomeadamente 40 para a Liga Revelação e um jogo da Taça Revelação. Destes jogos conseguiu 16 vitórias, 10 empates e 15 derrotas.

Já nesta última temporada, Chiquinho Conde orientou a equipa em 37 jogos, sendo 34 na Liga Revelação, dois na pré-época e um amigável, tendo obtido 14 vitórias, sete empates e 16 derrotas, deixando a equipa na 9ª posição, até altura em que a prova foi interrompida por conta da pandemia da COVID-19.

Para já ainda não indicação do destino do técnico moçambicano que já passou por vários clubes nacionais, com destaque para o Maxaquene, Ferroviário de Maputo, Liga Desportiva de Maputo e União Desportiva de Songo.

Adicionar comentário

Leave a Reply