Preto & Branco

Bernardo desafia membros da corporação no combate a corrupção

O vice-comandante geral da Polícia da República de Moçambique (PRM), Timóteo Bernardo, desafia os membros da corporação para se engajarem mais no combate à corrupção no seu seio e elaborarem estratégias para a erradicação de sequestros na província de Maputo.

”Dos vários desafios que vos coloco assume importância particular o combate à corrupção no seio das nossas forças e nos cidadãos que nela comparticipam e o esclarecimento dos casos de sequestros”, disse Timóteo Bernardo durante a cerimónia de tomada de posse do novo comandante provincial da PRM, Inácio Dina, acto que teve lugar na cidade da Matola capital provincial.

Para a sua materialização, destaca a importância do respeito à deontologia profissional entre outros requisitos que regem à classe.

”É necessário aprimorar as medidas e acções relacionadas com a prontidão combativa das forças que a par da disciplina devem caracterizar o dia-a-dia dos nossos efectivos tendo em vista os desafios que nos colocam no combate ao crime organizado e aos raptos ”, disse.

O comandante exortou ainda aos membros da corporação a cooperarem no exercício das funções do  recém-empossado e que a sua nomeação não crie espaço para o surgimento de alas e grupos, assim como espaço para possíveis comparações com o mandato da comandante cessante, Adelaide Muianga.

Já o comandante recém-empossado, Inácio Dina, disse a reportagem da AIM, que apesar de assumir comando num período de crise instalada pela pandemia da COVID-19, promete cumprir com as funções que lhe são incumbidas.

” Os desafios que são colocados ao comandante provincial foram os sumamente ditados pelo vice-comandante em chefe das Forças de Defesa e Segurança, e repisadas a níveis posteriores (nível do Ministério do Interior, Secretaria de Estado)”, disse Dina.

Por seu turno, a comandante cessante, Adelaide Muianga, agradeceu a colaboração dos colegas durante o seu mandato e garante que este não é um ”adeus ”.

”Agradecer a sábia orientação da vossa excelência durante o período que esteve na liderança do comando Provincial. Aos demais colegas, esta não é uma despedida”, disse Adelaide Muianga.

Nos últimos anos vários sequestros foram reportados na província de Maputo, a maioria dos quais envolvendo empresários de origem indiana.

Aliás, o Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC) resgatou na semana passada, com vida, o empresário de nacionalidade Indiana, Rizwan Adatia, durante uma operação ocorrida na localidade de Mulotana, arredores do distrito de Boane, província de Maputo.

Adicionar comentário

Leave a Reply