Preto & Branco

Província de Maputo tem novo Comandante da PRM

Inácio Dina foi empossado na manhã de ontem, segunda-feira pela secretária do estado Vitória Diogo como o novo comandante da Polícia da República de Maputo na província de Maputo, cargo este que vinha sendo ocupado há mais de 2 anos pela Adelaide Muianga

Na sua primeira intervenção Inácio Dina disse que junto com os colegas estão a fazer um trabalho brilhante com o objectivo de assegurar a ordem e tranquilidade públicas.

“Temos que garantir a lei, ordem e seguranças públicas, temos que assegurar a livre circulação de pessoas e bens. Temos que consolidar a ligação policia-comunidade temos que contribuir para a prevenção da criminalidade, com destaque para os crimes violentos, temos que garantir a eliminação dos raptos na província”.

O comandante deixou ficar alguns desafios que a PRM tem enfrentado dia-a-dia na província.

“Temos um grande desafio que é o roubo de gado. Neste mandato temos que assegurar a eliminação ou redução ao mínimo do crime de roubo. Estes crimes tem sido com frequencia em Moamba, Matutuine, Namaacha a titulo de exemplo Magude melhorou bastante. Os moçambicanos investem os poucos recursos que têm, e doutro lado chega alguém limpa os currais entretanto vamos  assegurar a ligação com os países vizinhos no esclarecimento deste tipo de crimes, porque acreditamos  que os meliantes têm  conexões com países vizinhos onde o gado é levado  este trabalho vai exigir uma grande ligação entre a polícia e a comunidade para  assegurar que esses ladrões sejam detidos e julgados exemplarmente e condenados”.

Por seu turno a secretária do estado da província de Maputo Vitória Diogo assegurou que a província de Maputo a  ordem e segurança públicas, há livre circulação de pessoas e bens, o índice de criminalidade tem reduzido  bastante  com a  capacidade de resposta razoável em termos de esclarecimento de crimes que não dependem apenas da PRM há outros intervenientes da administração da justiça.

“Temos uma corporação disciplinada a nossa PRM se exige bastante temos uma linfa fronteiriça extensa, partilhamos fronteiras com dois países o número de imigrantes moçambicanos nesses países e elevado, temos desafios também na gestão da nossa fronteira e temos assegurado que a soberania do nosso pais seja respeitada há uma redução dos acidentes de viação e ainda persistem alguns desafios, mas há um grande trabalho que foi feito e esperamos que continua assim e mais.” apontou a secretária do estado

De realçar que a PRM na província de Maputo quer garantir o cumprimento das normas de higienização da covid-19 para que  não haja indisciplina no seio da população porque bem se sabe  que as medidas contribuem para que estejamos saudáveis.

Adicionar comentário

Leave a Reply