Preto & Branco

Os dois internacionais Moçambicanos, encontram-se no país desde a paragem dos respectivos campeonatos, há sensivelmente 45 dias 

Esta segunda-feira acompanharam o Secretário de Estado do Desporto, Gilberto Mendes, na visita que efectuou a Matola Stadium, infraestrutura que pertence Associação Black Bulls.

Uma paragem que obrigou Domingues, jogador do Bidvest Wits da África do Sul e capitão dos Mambas, a interromper a época, que ainda não tem data para retomar, e Mexer, jogador do Bordéus da França e também um dos capitães dos Mambas, a terminar mais cedo a sua época.

Os dois jogadores assumem que foi um momento triste e negativo para o futebol e para os respectivos campeonatos, já que “tudo ficou parado, nenhuma equipa está a praticar o futebol e isso prejudicou a todos”, disse D7

Édson Sitóe, carinhosamente tratado por Mexer, está em Moçambique há mais de um mês e foi em Maputo que recebeu a informação do enceramento do Campeonato Francês, que não chegou ao fim devido à Covid-19, que assolou a França, causando inúmeras perdas humanas.

“Foi um período complicado para todos atletas, não foi fácil ter terminado o campeonato desse jeito e estando aqui em Maputo, nunca fiquei tanto tempo sem competir e tem sido um bocadinho difícil, mas o importante é salvar vidas, tenho recebido alguns treinos que o clube manda via internet, mas acho que foi um momento difícil para todos atletas e terminar o Campeoanto desse jeito acabou desestabilizando aos jogadores, pois tenho visto alguns Campeoantos a arrancar como é o caso da Bundesliga”, lamentou o defensa central.

A temporada ora em análise não foi de todo boa para Mexer que a meio da época perdeu a titularidade na equipa principal do Bordéus, para qual se transferiu no início da temporada 2019/2020. Mexer tem a explicação para esse facto:

“Tive um desentendimento com o treinador português, que é algo que tive que pagar, acabei perdendo a titularidade, vocês têm conhecimento que no início da época joguei numa posição que não é habitual para mim e isso causou um desentendimento que tive com treinador, mas acabei superando já vinha jogando nos últimos jogos mas tivemos esta paragem”, por causa da Covdi-19, contou.

estou a trabalhar para voltar a jogar a central Mas adiante o atleta formado no Grupo Desportivo Maputo revelou já estar a trabalhar para ultrapassar esse mal entendido com o treinador Paulo Sousa e na próxima época voltar a ser aposta do técnico português.

 

“Conversei com o treinador e uma das coisas que fez com que nos desentendêssemos foi a posição que ele adaptou para mim, que não é a minha, penso que na época que se segue quero voltar a jogar a defesa central.

É na capital do país onde o internacional moçambicano, Mexer já trabalha tendo em vista a próxima época, bem como nos compromissos da selecção nacional de futebol, Mambas, que em Setembro tem já agendado o duplo confronto com os Camarões para a fase de apuramento ao CAN-2021.

Continuar a boa senda dos resultados positivos é o objectivo na mente do internacional moçambicano.

“Acho que todo mundo apreciou o ritmo e os resultados que tínhamos com a selecção, se calhar esta paragem acabou por desestabilizar um bocadinho, mas vamos trabalhar para dar continuidade ao que já tínhamos de bom”,  comentou.

A terminar Mexer recomendou aos moçambicanos para que se previnam face a pandemia da Covid-19, tendo em conta que a doença é uma realidade já entre nós.

 

 

 

Adicionar comentário

Leave a Reply