Preto & Branco

Em 48 horas dezenas foram abatidos: Governo confirma “sangria” aos terroristas

Depois de termos publicado segundo fontes internacionais, semana passada, que os terroristas que assolam Cabo Delgado, estavam a sofrer pesadas baixas, em virtude de ataques – terra, ar e mar- conjugados, sob as rédeas das Forças de Defesa e Segurança (FDS), o Governo vem a público, confirmar e a revelar números.

O Governo, através do ministro do Interior, Amade Miquidade, fez saber no final da tarde da quinta-feira (14 de Maio) que as FDS realizaram várias acções ofensivas e defensivas que lograram resultados positivos e animadores, os quais, enunciam o desbaratamento das incursões dos terroristas em Cabo Delgado.

Compulsando acções mais recentes, o governante revelou que no dia 13, os terroristas foram surpreendidos pelas Forças de Defesa e Segurança na via que liga Chinda a Mbau, fazendo se transportar em três viaturas, igual número de motorizadas e um camião cisterna, roubados. No confronto, foram abatidos 42 terroristas e destruídos todos os meios circulantes nos quais, se faziam transportar.

Com mais actualidade ofensiva revelou que “na madrugada de quinta-feira, 14 de Maio de 2020, foi rechaçada uma tentativa de assalto ao distrito de Quissanga, acção que resultou no abate de oito terroristas e ferimento de vários outros”, sublinhou o ministro do Interior.

O ministro, aproveitou a ocasião para reafirmar que as acções de terror que os terroristas protagonizam no norte Cabo Delgado não surgem de forma fortuita, mas que carregam uma agenda externa, contra a qual apelou a união de todo o povo moçambicano, e de forma particular de todos os jovens provenientes de todas as regiões do país nas fileiras das FDS, para que enrobusteçam a sua tenacidade e combatividade dia e noite para defenderem com honra e heroísmo a independência, a liberdade, a segurança das populações, incluindo a protecção dos seus bens e do património do Estado.

Nesta declaração pública, o ministro do Interior, que se fazia acompanhar pelo ministro da Defesa, Jaime Neto, ressalvou que, devido a contundências das ofensivas contra os insurrectos terroristas, estes tem descarregado a sua ira nas comunidades e seus populações,  tendo  lançado na penúltima e princípios da última semana, ataques em alguns distritos.

No distrito de Nangade, de acordo com Amade Miquidade, no dia 03 de Maio, os terroristas atacaram a aldeia de Litingina e no dia 11, atacaram, em simultâneo, as aldeias Litingina e Ngongolo.

Em Quissanga, no dia 04, os terroristas atacaram as aldeias de Cajembe, em Mahate e no dia 09, os terroristas atacaram a aldeia Tapara, Localidade de Tororo, em Bilibiza.

No distrito de Mocímboa da Praia, no dia 04, os terroristas realizaram disparos na aldeia Ulu onde raptaram 05 cidadãos e no dia 13, os terroristas atacaram a aldeia Ntotwe.

E a resposta mais recente das FDS, que contam com apoio de forças de outros países da região e do mundo, que paulatinamente se junta a esta gesta de desmantelamento desta rede terrorista, declaradamente ligada ao famigerado Estado Islâmico, que desde finais de 2017 aterroriza alguns distritos de Cabo Delgado, semeando morte, destruição, saques, sequestros e deslocação forçada das populações.

______________________________

Se estiver interessado em passar receber o pdf do Jornal O Povo liga para 84 578 4731 envie e-mail para editor@pretoebranco.co.mz ou jornalopovo1@gmail.com

Também pode optar por pedir a edição do seu interesse através de uma mensagem via whatsApp (84 578 4731) enviando primeiro, por mpesa, para este numero, 50 meticais.

 

2 comentários

Leave a Reply

%d bloggers like this: