Preto & Branco

ENH afasta o treinador principal por ter o nível da UEFA “a” prescrito

Sérgio Traguil foi afastado pela direção da ENH do comando técnico por ter o nível UEFA “A” caducado. Sabe-se que desde 2014, ano em que fez o curso na Suíça, o técnico português, 39 anos, não fez qualquer atcualização pelo que não pode desempenhar funções de técnico principal da ENH, que está no Moçambola.

Segundo exigências da Federação Moçambicana de Futebol (FMF) é obrigatório que um treinador estrangeiro tenha nível UEFA Pro para treinar um clube do Moçambola e com o UEFA A pode exercer o cargo de adjunto. No caso de Traguil, não só não fez o update para que chegasse ao UEFA Pro, bem como não actualizou o UEFA A, tendo consequentemente perdido esse estatuto.

Contudo, o presidente dos hidrocarbonetos, Tavares Martinho, disse que Sérgio Traguil continuará em Vilankulo, enquanto se estuda a possibilidade de actualizar o nível UEFA A.

Lembrar que o treinador português é uma aposta do “polémico” presidente do ENH, Tavares Martinho, que disse categoricamente que em Moçambique não há treinador com nível para o ENH.

Terá acrescentado ainda “O próximo treinador principal do ENH de Vilankulo, para esta temporada, virá do estrangeiro e receberá quatro mil dólares norte-americanos. Em Moçambique, o clube não encontra um técnico com nível”

Refira-se que antes de treinar em Moçambique, Traguil tinha orientado equipas em Angola, Nigéria e Omã.

 

Adicionar comentário

Leave a Reply