Preto & Branco

ABCM reduz 25 por cento do salário dos funcionários

As consequências financeiras da Covid-19 chegaram ao basquetebol da capital do país. A Associação de Basquetebol da Cidade de Maputo (ABCM) reuniu com os seus funcionários, com os quais acordou que daqui em diante seriam descontados 25 por cento dos seus ordenados, acção que prevalecerá durante a vigência da pandemia. O desconto, entretanto, não abrange os dois meses de salário em atraso daqueles profissionais.

Para Rui Hélder, presidente da ABCM, é preciso olhar para o problema da Covid-19 como uma janela de oportunidade para todo o desporto moçambicano, no sentido de se reinventar ou de encontrar oportunidades de reflectir e definir novas abordagens, sobretudo no que diz respeito aos calendários desportivos e outros assuntos ligados à própria gestão.

Quanto à instituição que dirige, o grande problema, observa, tem a ver com os pagamentos salariais

Adicionar comentário

Leave a Reply