Preto & Branco

Sobre os 100 dias de Governação

Na segunda-feira o presidente da república fez um comunicado à nação em relação aos 100 dias da sua governação. O presidente passou em revista os assuntos conjunturais adversos que marcaram os três primeiros meses da sua governação, nomeadamente a insurgência que grassa os distritos do norte e centro da província de Cabo Delgado, os ataques nas regiões de Manica e Sofala protagonizados pela auto-intitulada Junta Militar da Renamo e o impacto adverso da pandemia da Covid-19. Todos estes factores conjugados impactaram nos planos e programas de governação do presidente. Apesar destes constrangimentos conjunturais, Nyusi elencou os aspectos positivos que se destacaram ao longo deste período nomeadamente, a construção de salas de aulas, a alocação de carteiras, a construção de unidades sanitárias, a construção de estradas, aberturas de fontes de abastecimento de água, criação de cerca de 48000 postos de emprego, dentre outras realizações. Contudo, urge levantar algumas perguntas a meu ver pertinentes:

  1. A construção das salas de aulas e unidades sanitárias foi iniciada a 15 de Janeiro de 2020 e concluída no período em alusão? Onde e com que fundos?
  2. A construção de estradas também foi feita em três meses? Com que fundos?
  3. Em três meses foram criados 48000 postos de trabalho? Em que áreas? Em que regiões?

Estas perguntas são relevantes se considerar-se que:

  1. O Plano Quinquenal do Governo e o Plano Económico e Social referente a 2020 foram aprovados há 15 dias;
  2. Por conta do exposto no número 1, não havia um orçamento aprovado;
  3. Numa altura em que as empresas estão a enfrentar tremendas dificuldades, a encerrar as portas e a despedir em massa, em que sectores específicos e regiões do país estes empregos foram criados?

A comunicação presidencial deve ser esclarecedora e não adensar mais questões! O informe presidencial foi oco, não trouxe substância que é o que todos os moçambicanos estavam a espera de ouvir. É preciso ser-se consequente e impactante quando se comunica, pois assim, não dá!

Nota: Durante o telejornal de hoje 28.04.20, ouvi o Secretário de Estado da Juventude e Emprego, Oswaldo Petersburgo a justificar a criação dos postos de emprego. Criou mais confusão na sua explicação pouco esclarecedora.

_____________

Se estiver interessado em passar receber o pdf do Jornal O Povo liga para 84 578 4731 envie e-mail para Alexandre.mabasso@jornalopovo.co.mz ou jornalopovo1@gmail.com

Também pode optar por pedir a edição do seu interesse através de uma mensagem via whatsApp (84 578 4731) enviando primeiro, por m-pesa, para este numero, 50 meticais.

Adicionar comentário

Leave a Reply