Preto & Branco

Para exploração sexual: Detidos suspeitos de tráfico de pessoas

A Polícia da República de Moçambique (PRM) acaba de deter um grupo suspeito de pertencer a uma rede de tráfico de pessoas para exploração sexual na cidade de Maputo.

“Uma das adolescentes que terá sido raptada e abusada conseguiu escapar da casa onde eram mantidas em cativeiro e dirigiu-se à Procuradoria para denunciar. Assim conseguimos deter os suspeitos”, disse o porta-voz da PRM na cidade de Maputo, Leonel Muchina, em declarações à imprensa.

O grupo era constituído por duas mulheres e um homem, que se supõe ser o líder, e terá mantido em cativeiro três adolescentes numa casa no bairro de Chamanculo, na periferia da capital moçambicana.

O homem, de 35 anos, terá explorado sexualmente as adolescentes, com idades compreendidas entre os 14 e os 18 anos, e ameaçou-as de morte caso tentassem fugir.

As duas mulheres supostamente envolvidas no crime eram responsáveis por aliciar as vítimas com promessas de emprego. “A minha filha desapareceu por um mês e depois voltou grávida”, contou a mãe de uma das adolescentes na conferência de imprensa em que a polícia apresentou o grupo.

—————————

Se estiver interessado em passar receber o pdf do Jornal O Povo liga para 84 578 4731 envie e-mail para Alexandre.mabasso@jornalopovo.co.mz ou jornalopovo1@gmail.com

Também pode optar por pedir a edição do seu interesse através de uma mensagem via whatsApp (84 578 4731) enviando primeiro, por mpesa, para este numero, 50 meticais.

 

Adicionar comentário

Leave a Reply