Preto & Branco

” PAPEL DOS PARTIDOS POLÍTICOS NO CONTEXTO DE ESTADO DE EMERGÊNCIA DEVIDO A COVID 19″

o Instituto para democracia multipartidária uniu nesta quarta-feira mais de 20 partidos políticos uma conferência feita por vídeo conferência com o objetivo de debater e refletir sobre a influência do estado de emergência tendo em conta a limitação temporária do espaço democrático.

Director Executivo do IMD Hermenegildo Mulhovo não obstante o distanciamento social, decretado no âmbito da emergência, o debate político deve sempre acontecer. “Por isso, como IMD, pensamos nesta plataforma virtual de interacção entre os principais actores políticos, para abrir espaço de reflexão e debate para que os partidos políticos coloquem as suas ideias sobre este problema que assola não somente Moçambique, mas o mundo em geral, exigindo a união de esforços de todos os organismos vivos da sociedade para a sua prevenção e erradicação.

“Este é o momento que devemos ser mais criativos e criar mecanismos para o envolvimento e participação activa de todos os segmentos das sociedades e, neste caso, os partidos políticos que são os dignos representantes do povo”, disse Mulhovo para quem o recurso as soluções tecnológicas visa fazer com que estes actores continuem a interagir sem com isso desrespeitar as medidas de prevenção do Covid-19.

 

O professor acadêmico Eduardo Chiziane disse que É preciso que os partidos políticos se informem sobre o Covid-19 e sobre as políticas e estratégias governamentais para fazer face a pandemia com vista a produzir propostas para aumentar a capacidade de resposta do sistema nacional de saúde, bem como reflectir sobre a segurança e protecção de grupos potencialmente mais expostos ao vírus e produzir propostas. O partido no poder deve por sua vez  respeitar o principio da audiência previa, não sucessiva, aos partidos políticos em relação às medidas a adoptar sobre a Covid -19.

Na ocasião, os representantes dos partidos políticos com representação parlamentar garantiram que estão a desenvolver acções com vista mitigação do impacto do Covid-19 mediante a disseminação de informação de sensibilização para a observância das medidas emanadas peles autoridades de saúde nacionais e da organização mundial da saúde das quais o uso de máscaras e a higiene pessoal.

 

O representante do partido Frelimo Alexandre Mano apontou que o trabalho do partido Frelimo é  a divulgação e sensibilização da população sobre o impacto da pandemia bem como as formas de prevenção.

 

Por outra o representante do partido Renamo José Manteigas frisou que o partido aconselhou ao governo a necessidade e encerramento das fronteiras nacionais em Março, por estas serem a porta privilegiada para a propagação da doença a nível nacional.  sublinho ainda  que. a maior preocupação do partido neste momento é com a actuação da polícia que está a agir fora da  lei indicando como exemplo o espancamento até à morte  de um cidadão pela polícia na cidade da Beira, província de Sofala”.

Adicionar comentário

Leave a Reply