Preto & Branco

Luto de Espécies Marinhas no Pescadores

Na sequência da distribuição de espaços para a construção de residências na cidade de Maputo, de forma recorrente, as autoridades municipais têm vindo a violar os princípios elementares do meio ambiente que estão preconizados nas convenções internacionais de que o Estado moçambicano é signatário. Por exemplo, no bairro dos Pescadores, o Mangal está a ser devastado para erguer-se residências que, por sinal, são atribuídas a certas individualidades da praça.

O Jornal O Povo apurou no local que o Mangal é destruído a favor da construção de mansões. Uma vasta área do Mangal foi tapada por entulho para dar-se a continuidade das construções e ninguém, ao certo, sabe quem atribuiu aquela reserva.

Segundo a nossa fonte que preferiu falar em anonimato por temer, no seu entender, possíveis represálias, antigamente neste local havia a construção de casas de caniço, pau e zinco, porém, de algum tempo para cá foram aparecendo construções de raiz. A fonte acrescentou o seguinte:

-Estamos todos admirados com este tipo de construções pois no passado observava-se o princípio de urbanização que advogava que numa zona cujas latrinas estão sem cobertura não deve haver a edificação de casas do tipo, primeiro andar. A entrevistada salientou que se calhar as entidades ainda não sabem deste episodio porque esta é uma zona bem discreta e que ninguém por aqui tem passado para fiscalizar e nós, os moradores deste bairro, não sabemos ao certo a quem reportar, se é ao CMCM – Conselho Municipal da Cidade de Maputo ou MITADER- Ministério de Terra, Ambiente e desenvolvimento Rural mas enquanto isso não acontecer a costa continuará sendo devastada por “magnatas”.

O mangal é um ecossistema costeiro situado nas regiões tropicais e subtropicais, ocorrendo junto a desembocadura de rios, estuários e lagunas costeiras, até onde houver influência de marés, as florestas de mangal estão entre os ecossistemas mais produtivos e biologicamente importantes do mundo, pois fornecem bens e serviços dos ecossistemas importantes para a sociedade humana e os sistemas costeiros e marinhos. Os mangais ajudam também a proteger os recifes de coral, tapetes de ervas marinhas e rotas de navegação por aprisionamento de sedimentos transportados por erosão das terras altas.

Por outro lado, os mangais têm como a função chave a prevenção e redução da erosão costeira e o fornecimento da protecção contra os efeitos do vento, ondas e correntes de água para as comunidades próximas.

A maioria dos pesquisadores afirma que os mangais servem como área de reprodução, viveiro e ainda como área de alimentação de muitas espécies marinhas e estima-se que 80% das capturas globais de pescarias dependem directa ou indirectamente dos mangais estávamos a citar.

Adicionar comentário

Leave a Reply