Preto & Branco

Young África aposta na transformação de vulneráveis na Beira

Familias vítimas do IDAI lamentam ter apenas cobertura que protegê-los do sol mas em dias de chuva os tectos vertem pois colocaram as mesmas chapas que já estavam deformadas.

Volvido um ano, vulneráveis bolsistas da Young Africa lamentam o facto de a ajuda não ter abrangido a todas sequelas do ciclone que ainda são bem patentes principalmente na cidade da Beira.

Silvia, Amade e Raul disseram a nossa reportagem que houve apoio na Beira mas não foi capaz de colmatar as perdas e continuam vulneráveis pelo que devia haver qualquer comissão para verificar até que ponto o apoio estimulou as necessidades básicas das famílias, caso contrário podemos alimentar uma mentira humanitária porque ainda estamos a precisar de mais apoio.

Questionado em caso de mais um ciclone numa altura em que estão no período de reconstrução, a tripla acredita que será o fim de muitas vidas pois incidentes naturais têm o condão de transportar consigo outras epidemias e o governo já provou a falta de previsão para atender situações similares.

Assim que terminar a formação estamos a pensar em criar o auto emprego para ajudar a comunidade e ganhar dinheiro motivo para exaltar a iniciativa de bolsas da Young Africa caso contrário não teríamos capacidade de investir na nossa própria formação.

Adicionar comentário

Leave a Reply