Preto & Branco

Aumenta mortalidade materna na Beira

A mortalidade materna, após o ciclone IDAI subiu na Beira devido a destruição das vias de acesso e as casas de espera mães grávidas.

A Direcção Provincial quando respondia a um grupo de jornalistas da União Europeia na Beira, disse que as mães que vivem no interior para cessar os serviços sanitários da Beira ficou ainda mais complicado e, como consequência lógica num universo de 100 pelo menos 7 mães corriam o risco de vida.

O sistema de abastecimento de água ficou destruído, houve consumo de água imprópria e, mais 4000 pessoas foram internadas das quais quatro perderam a vida.

Neste momento continuamos as organizações envolvidas estão a trabalhar com comunidades para usar purificadores de água o mesmo acontece com malária que continuam a distribuir redes mosquiteiras.

Adicionar comentário

Leave a Reply