Preto & Branco

O coronavirus e a quarentena na conta de água

Precisamos de nos preparar no país para uma quarentena de emergência na cobrança de água.

A disseminação do vírus de corona é uma questão de higiene e num país como Moçambique, ao falar de higiene, não se pode pensar simplesmente em limpar ou desinfectar as mãos ao tocar em algo ou em alguém. Temos mesmo que pensar em como fazer para as pessoas andarem limpas em casa e no trabalho. Para isso precisamos de água limpa e sabão (até pode ser sabão Bingo), algo que não temos disponível 24 horas por dia, ou onde existe, as pessoas não estão em condições de partilhá-la com os que precisam de se limpar. Em Moçambique, para não fugir a moda, estamos preocupados em imitar o mundo Ocidental e desenvolvido. Aqui as elites se abastecem de álcool para desinfectar, de luvas para proteger o rosto, e de outros medicamentos “antigripe”.

Acho que é tempo de termos uma estratégia de acesso a água que permita que as pessoas que vivem sem poder se lavar regularmente por causa do emprego, localização das residências, e mesmo das vicissitudes da rede de distribuição da água, possam aceder ao precioso líquido. Pode parecer drástico, mas olhando para o que está a acontecer na Itália, e assumindo que tanto nós como a Itália temos a mesma preocupação em travar o vírus, deixar as pessoas tirar água onde e como podem para reduzir o nível de transmissão do vírus podem não ser assim tão extremo – Isso claro se comparando com as respostas dos outros países.

Por: Dr. Milissão Nuvunga

Adicionar comentário

Leave a Reply